Jovem que abandonou animais em apartamento no ES é localizada

Jovem que abandonou os cães e gatos em apartamento de Vela Velha, ES, foi encontrada drogada e dormindo na rua, no último sábado (9), sendo internada em clínica psiquiátrica. Família revelou que ela sofre de depressão há 7 anos e estava fazendo uso de drogas. Cães que sobreviveram aos maus-tratos estão em tratamento.

Pai da jovem, que é protetor de animais, diz que a filha cometeu um crime e deve ser responsabilizada pelo seu ato. (Foto: TV Gazeta)

A jovem de 22 anos, responsável pelos animais encontrados mortos dentro de um apartamento de Vila Velha, na Grande Vitória, foi internada em uma clínica psiquiátrica no último sábado (9). De acordo com a família, ela sofre de depressão há sete anos e foi encontrada drogada, dormindo na rua. O crime que vitimou os cães e gatos neste terrível ato de crueldade é agora investigado pela polícia. Confira reportagem da TV Gazeta (vídeo).



Barbárie: animais mortos e outros se alimentando dos corpos em apartamento no ES


Os animais foram encontrados na última sexta-feira (8) pela Guarda Municipal dentro do apartamento onde a jovem vivia, após denúncia dos moradores do prédio. Ao todo, foram encontrados seis cachorros e cinco gatos mortos. Outros quatro cães, ainda vivos, estavam em situação de maus-tratos e foram resgatados e socorridos.


Em entrevista à TV Gazeta, o pai contou que a filha sofre de depressão desde os 15 anos, quando a irmã faleceu. Ela fazia tratamento psiquiátrico e o último contato presencial dela com a família foi no Natal.


“Ela sofre de problema de depressão há 7 anos, depois que perdeu a irmã. De um tempo para cá, eu venho percebendo uma mudança nela. Ela não estava no estado normal. Estava fazendo uso de drogas e parou de fazer o tratamento psiquiátrico. Ela se fechou no mundo dela, não procurou ajuda e não falou com a gente. Ela foi encontrada em estado deplorável dormindo drogada em um bairro estranho da Grande Vitória. No momento eu pensei em ligar para a polícia, mas meu sogro achou que era necessária a internação em uma clínica psiquiátrica”, contou o pai.


Protetor de animais e com um abrigo na Serra, o pai espera que a filha seja responsabilizada pelas mortes. Ele afirma que recebeu a notícia dos maus-tratos praticados por ela de forma desesperadora. Desde que a situação foi divulgada, o comerciante diz que a família tem recebido ameaças.


“Eu conhecia os animais. Não consigo falar. Eram vidas e morreram de forma cruel. Eu não tenho nada a ver com isso, minha esposa não tem nada a ver com isso. Eu recebi a notícia de forma muito desesperadora. Não estou falando como pai, mas como protetor de animais: ela errou, ela cometeu um crime e não vou eximi-la de qualquer culpa”, declarou.


Quando morava com a família, o pai revelou que a jovem ajudava a cuidar dos animais resgatados por ele e que também era defensora da causa. “Ela era muito ativa. Já chegou a entrar em vias de fato com uma pessoa que estava maltratando um animal e recolheu ele. Minha filha mudou e a gente está sem entender", disse.


Animais estavam mortos há 15 dias


Após análise, os especialistas da Prefeitura disseram que os animais estavam mortos há cerca de 15 dias. Eles morreram de fome e os cães que sobreviveram estavam se alimentando dos restos mortais. Os que ficaram vivos foram encaminhados para tratamento e serão colocados para adoção.


A Polícia Civil informou que um inquérito policial será instaurado e o caso vai ser investigado pela Delegacia Especializada de Proteção ao Meio Ambiente. A jovem poderá responder por abandono, maus-tratos, morte de animais e crime contra a saúde pública.


Denunciar a crueldade praticada contra os animais consiste numa atitude cidadã, além de ser um gesto humanitário de solidariedade para com os inocentes vitimados.


Abandono: prática criminosa perversa que deve ser denunciada

Solidarize-se com os animais da APIPA


Solidarize-se com os cães e gatos carentes assistidos pela APIPA. O nosso centro de acolhimento está sempre superlotado, operando com o dobro de sua capacidade, sendo necessário que se faça coletas diárias de doações de ração, material de limpeza, medicamentos veterinários e jornais. Um dia de consumo de ração no abrigo equivale a 25 kg para os cães adultos e 12 kg para os gatos. Para fazer as doações, o amigo interessado em ajudar pode fazer a entrega dos materiais diretamente na sede da Entidade, ou ainda, se preferir, fazer as doações em dinheiro por meio de depósitos bancários (contas abaixo).


Ajude! Cadelinhas doentes com TVT precisam continuar tratamento


Castrar é preciso: apadrinhe uma castração no abrigo da APIPA


Guarda Responsável de Animais: assumindo uma vida


APIPA registra aumento de 50% nas adoções de animais durante quarentena


Ajude a APIPA quitar dívidas pendentes em clínica veterinária


Como ajudar a APIPA


Existem diversas formas com as quais o amigo pode participar para contribuir com o trabalho assistencial da APIPA. Um modo bem simples e rápido de ajudar é fazer as doações em dinheiro por meio de transferência/depósito bancário (contas abaixo). O amigo também pode fazer doações (online) por meio do PagSeguro. Lembrando que a nossa associação sobrevive unicamente de doações. Não deixe de oferecer a sua solidariedade em prol do bem-estar dos nossos bichinhos carentes. Ajude-nos!


Ajude! APIPA pede que as doações continuem durante pandemia


Pandemia: APIPA sofre com redução de 70% nas DOAÇÕES ao abrigo


Faça a sua doação de ração para cães e gatos:

Ajude! Falta ração para alimentar mais de 300 animais famintos


CONTAS BANCÁRIAS DA APIPA (doações)


CNPJ: 10.216.609/0001-56

  • Banco do Brasil Ag: 3507-6 / CC: 57615-8 Chave Pix: apipa.bbrasil@gmail.com

  • Caixa Econômica Federal Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0 Chave Pix: apipa.cef@gmail.com

  • Banco Santander Ag: 4326 / CC: 13000087-4


Abandono de animais aumenta e APIPA pede ajuda em Teresina


AJUDE os animais carentes do abrigo da APIPA


Com informações da TV Gazeta

APIPA® - ASSOCIAÇÃO PIAUIENSE DE PROTEÇÃO E AMOR AOS ANIMAIS

CNPJ: 10.216.609/0001-56

BANCO DO BRASIL
Ag: 3507-6 / CC: 57615-8

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Ag: 0855 / Op: 013 / CP: 83090-0

BANCO SANTANDER
Ag: 4326 / CC: 13000087-4

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

contato.apipa@gmail.com

Rua Trinta e Oito, 1041 - Loteamento Vila Uruguai - Bairro Uruguai (6 quadras após a UNINOVAFAPI)

Teresina, PI - CEP 64073-167

COPYRIGHT © 2018

Site criado pela Pix Marketing Digital

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon